Nossa história

Por volta dos anos 40, a Companhia City iniciou o loteamento da região e, seguindo o veio histórico (ver Curiosidades), sugiram os nomes das ruas Angelin, Anunze, Aperca, Bacopari, Baiás, Bagiru, Baicuri que nos remetem a essas memórias.

Foram chegando os comerciantes, os empresários, os médicos, os advogados, os juízes, os desembargadores, os professores universitários, assim foi se formando o bairro BOAÇAVA. “Ruas não asfaltadas. Grande parte delas não iluminada. O serviço de esgoto não existia. Várias ruas tinham sido convertidas em grandes depósitos de lixo, tornando-se literalmente intransitáveis. Na calada da noite caminhões despejavam suas cargas fedorentas nessas ruas. As Praças existiam só no papel…” Jorge Camargo -1º presidente da SAB.

No final dos anos sessenta novos moradores, participantes da Comunidade Eclesial de Base da Pompéia e os professores do Colégio Santa Cruz vieram para o Boaçava e aqui começaram a se reunir em torno da palavra de Deus. Ao preparar o “Natal”, convidavam os demais moradores à vida comunitária que foi se ampliando na organização das festas juninas e nas missas dos almoços mensais comunitários. Em 1973, esse grupo instituiu a Comunidade Eclesial de Base do Boaçava – CEB. Os laços de amizade, as condições precárias do bairro, a determinação diante das dificuldades em serem ouvidos (individualmente) pelas instituições e órgãos governamentais do Estado e Prefeitura, levou esses moradores a se reunirem surgindo, no dia 20 de junho de 1974, a Sociedade de Amigos do Bairro City Boaçava.

Crononologia

1974-1990

A SAB foi conquistando seu espaço junto aos órgãos públicos e moradores através do trabalho das diversas diretorias que, passo-a-passo, resolveram os problemas quanto a água, iluminação das ruas e praças, asfalto, limpeza dos entulhos, dedetização, desratização, conservação e urbanização das praças e jardins, atenta à segurança e às leis do zoneamento.

Z

1991-2006

A SAB participou da criação do Parque Villa Lobos e ainda participa da sua implantação e conservação. Por volta de seis anos leva avante diversas ações (na Justiça e Ministério Público), junto a “Defenda São Paulo” e a outra frente a Eletropaulo, assim como apóia, desde sua fundação, a preservação do zoneamento, da urbanização, sem esquecer das providências para otimizar a segurança do bairro. 

2019

A SAB conquistou o mérito de ser uma associação modelo na cidade de São Paulo. São 32 anos de existência, construída com o trabalho, a dedicação e a perseverança de suas diretorias (eleitas a cada dois anos).

Diretoria

Presidente – Silvia Maria Settin Padin
Vice Presidente – Ermano Marchetti Moraes
Diretor 1° Secretário – Maria Augusta de Oliveira
Diretor 2° Secretário – Ana Luiza Kalydjian Sanazar
Diretor 1° Tesoureiro – André Luiz Sibinelli
Diretor 2° Tesoureiro – Marcos Mendes de Oliveira Pinto
Diretor Cultural – Roberto Carlos Lencioni
Diretor de Recreação – Felipe Guedes Marini
Diretor de Comunicação – Sérgio Diogo Gianinni Junior
Diretor de Urbanização – José Calos Aloisio
Diretor de Segurança – Guilherme Spina
Suplente – Andre Tortamano

 

Presidente Conselho Fiscal – Maércio Fonseca de Rezend
Vice Presidente – Cláudia Marchetti Berna Petrarca de Araújo

Efetivos

Dino Dragone
Fátima Izilda da Costa Coiffan
Hélio Ferraz de Araújo Filho
João Luiz Pires de Mello
Vania Maria Djehdian

Suplentes

Carlos Albeto Reys Gandra
Ivan Martins Motta

Nossa Sede

Praça Amundsen, Rua dos Escultores, 580

Atendimento

SEG – SEX
8:00am – 5:00pm